[ARTIGO] Ache seu espaço no mercado de Trabalho Jurídico

 

Você está terminando sua faculdade e sonhando em como será maravilhoso conquistar seu registro junto a OAB do seu Estado e também como será incrível advogar com uma gama de clientes e afins.

Em meio aos seus sonhos você toma conhecimento que os advogados que já se encontram no mercado de trabalham já somam mais de UM MILHÃO de profissionais.

Com essa informação, você pode se sentir preocupado, desanimado aterrorizado ou pode começar, desde já, a pensar em como vai se posicionar em meio a um milhão de concorrentes, em como vai fazer a diferença.

Nós, do AdvogaApp, podemos dar a luz do caminho com algumas dicas, por exemplo, lembrando que suas qualidades individuas, como pessoa mesmo, possibilitam que você consiga alcançar o sucesso que almeja somando-as com seus conhecimentos técnicos por óbvio.

Ser advogado não envolve somente conhecimento da letra fria da lei, interpretações jurídicas e tudo aquilo que você aprende na faculdade. Não esqueça que você trabalhará com pessoas e pessoas com problemas, afinal de contas ninguém procurará seus serviços por estar com a vida toda organizada.

Pessoas gostam de ser ouvidas, pessoas com problemas a serem resolvidos, mais ainda. Sua dedicação, atenção, respeito, cuidado e empatia contarão muito na hora de captar e fidelizar a sua clientela.

Além destas características que são intrínsecas de cada indivíduo, separamos algumas dicas a mais ajudarão você a se diferenciar e conquistar seu espaço no mercado de trabalho.

1. Seja especialista em uma área do Direito: foi-se o tempo que ser um advogado genérico era a regra e o que mais atraia clientes. Basta pensar em si mesmo: se você está, por exemplo, com muita dor em uma região específica na cabeça e essa dor se repete por dias, você procurará um clínico geral ou um neurologista? No direito, o raciocínio é o mesmo. Se você tem um problema em sua relação de trabalho não procurará um criminalista para resolver a questão e se sentirá mais seguro ao tratar com um advogado trabalhista, pois este tende a conhecer mais fielmente a legislação atinente à questão. Lembre que é impossível saber tudo sobre todos os temas, por este motivo a especialização na área com a qual mais se identifica, lhe ajuda a se destacar em meio à concorrência.

2. Tenha um bom posicionamento de mercado: o primeiro passo para que lhe reconheçam é mostrar para seus possíveis clientes como eles irão lhe identificar, por isso, criar uma identidade visual profissional é importante. Além disso, é necessário chamar os assuntos que você domina para si. Lance mão das rodas de amigos, discorra sobre o que entender. Além do boca a boca, hoje em dia, o marketing digital vem auxiliando muito na captação de clientela, pois ele permite que se consiga criar uma lista de contatos sem que, para isso, necessite da intermediação de alguém já conhecido. Utilize a democracia da internet ao seu favor. Através de páginas em redes sociais e até mesmo um site, mantenha o público informado sobre cases, jurisprudências, atualizações legislativas e, até mesmo, sobre sua atuação.

3. Crie uma lista de contatos e zele pela sua reputação: aqui são as dicas mais importantes para que está começando na caminhada como profissional jurídico. Primeiramente crie uma network considerável, uma ampla rede de contatos no meio. Contatos com pessoas que possam indicar você como profissional responsável e dedicado é o meio mais fácil de se ascender na carreira. Lembre-se de participar, sempre que possível, dos encontros promovidos pela OAB de sua cidade e de seu estado, seja presente em redes sociais de relevância no meio jurídico, faça trabalhos voluntários, participe de projetos, grupos de estudos, todos estes passos fortalecerão de maneira significativa sua rede de contatos.

Com relação a sua reputação, lembre-se que seus possíveis clientes estarão nos mais diversos locais que frequentar e também onde menos se esperar, então, cuide-se! Não há a necessidade de andar 24h com um vade mecum a tira colo, também não precisa ir de terno para mesa do bar, mas não esqueça que, mais que em outras profissões, a postura e a reputação, tanto pessoal quanto profissional, pesam na visão de valor do advogado. A construção de uma boa imagem é imprescindível desde o começo da sua carreira.

4. Saiba cobrar pelos serviços prestados: seguir este quesito é fácil e difícil ao mesmo tempo. Fácil porque a OAB possui tabela de honorários e você DEVE se basear nela para cobrar pelos seus serviços. A parte difícil é que, no início da carreira, geralmente os profissionais têm problemas em saber o que levar em consideração no valor que deverá ser cobrado, bem como muitas vezes, sentem “pena” de cobrar os valores que têm de ser cobrados, esquecendo que o advogado vive destes honorários. Não estamos falando sobre cobrar valores exorbitantes, mas é preciso entender que um valor muito baixo não paga por tudo que a execução de um serviço jurídico envolve.

Ainda com relação ao honorários, não esqueça de sempre informar o valor da ação de fazer qualquer coisa e de firmar o contrato de honorários que deixe estabelecido os limites de atuação, formas de pagamentos, datas e valores.

5. Construa conexões com seus clientes e parceiros: quando falamos em conexões nos referimos a um relacionamento de cumplicidade. É necessário confiar em seu cliente e passar segurança para ele, assim ele terá total confiança em você, só assim reduzem-se os riscos de ocorrerem problemas no meio do caminho deste relacionamento. Com seus parceiros a ideia não é diferente, seja sempre sincero direto e objetivo com relação ao pensa, como pensa e como é a sua forma de atuar. E na construção destas relações, lembre-se: enganar, ludibriar e se utilizar de meios não legais (no sentido geral da palavra) para chegar mais rápido ao objetivo, pode fazer com que você se perca no meio do caminho.

Por fim, mas não menos importante.

6. Não aceite ações em que você não sabe atuar: nunca perca da vista que atuando como advogado estará lidando com a vida de outra pessoa. Podem ser aspectos financeiros, familiares, enfim, qualquer área, mas ainda assim são aspectos da vida de uma terceira pessoa, seja responsável e não brinque com isso. Não atue em ações que tem total desconhecimento. Se possui algum conhecimento material e vê que ao estudar a questão pode tomar conta da situação, só aceite a demanda se estiver confiante e mesmo assim nunca hesite em pedir ajuda a um colega especialista na área, por isso pense com carinho em firmar parcerias, dando espaço então a Advocacia em Rede.

Esperamos que esta “mãozinha”, esteja se sentindo mais preparado para enfrentar o mercado de trabalho. Não esqueça que, muito embora sejamos muitos de um mesmo nicho, não somos um igual ao outro e sempre haverá aquelas causas que nasceram para serem resolvidas por nós, pelos mais diversos motivos. Seja competente no executar do seu trabalho, estude muito, esforce-se, seja otimista com relação ao seu futuro, tenha vontade de crescer e o caminho será um só: o do êxito!

Boa Sorte!!!

 

Texto: Marilia Vargas – OAB/RS 98.472