Cadê a meta que estava aqui?

Foi publicado nos últimos dias, via redes sociais do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), uma decisão da 10ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região – TRT/RJ determina que empresa a pagar indenização de R$ 19 mil por danos morais a ex-funcionário.

Confira o PJe, clique aqui.

A cobrança de metas não pode ser excessiva, nem o funcionário pode ser ameaçado de demissão caso não as cumpra. O trabalhador alegou ter sido assediado moralmente, durante o período em que trabalhou na empresa, pelos chefes, que o ameaçavam de demissão caso não cumprisse as metas – consideradas absurdas e abusivas, na decisão judicial. O funcionário precisou de atendimento psicológico por causa das jornadas abusivas a que teve de se submeter para dar conta de todas as tarefas.

Acesse a postagem publicada pelo CNJ, clique aqui.

Texto: João Vítor Perozzo