Começando sua carreira jurídica? Conheça tecnologias que ajudarão na sua organização!

 

Falamos sempre aqui o quanto devemos nos utilizarmos da tecnologia com o fim de termos mais organização e agilidade na prestação dos serviços advocatícios. Antes de dar a dica sobre tecnologia, qual seja, UTILIZEM a tecnologia como braço direito. A primeira dica para quem está começando a trilhar o caminho do direito é: ORGANIZE-SE!

Isso que digo é super sério, os clientes vão começar a aparecer, de início você é sozinho, sem estagiário, sem assessor, é você com você mesmo para tudo. Iniciais, recursos, andamentos mais
simples, entregar processo, pegar processo e, lendo assim, pode parecer fácil, mas conciliar agenda de atendimentos e os demais atos, é complexo e sem organização você vai surtar! Perder prazos, atrasos, esquecimentos, peticionar ou atuar fora das atualizações legislativas ou baseado em entendimentos ultrapassados, pequenas consequências da falta de organização e de atualização que fazem você, no mínimo, fracassar e até mesmo perder a causa, perder o cliente e sujar sua imagem. O mercado não perdoa, o cliente muito menos…

Para evitar este tipo de estrago – no começo da carreira – você não só pode como deve investir no que está ao seu alcance de maneira “free”! Sobre atualizações legislativas, você precisa ativar o sistema “push” do Planalto. Através dele, você receberá diretamente no seu e-mail toda e qualquer informação advinda do Poder Legislativo, leis e decretos em vigência chegarão diretamente na sua caixa de entrada. Para isso, basta que você acesse o site do Planalto e realize o cadastro para recebimento de informações.

Com relação ao entendimento dos Tribunais, o procedimento não muda muito, basta que você acesse os sites do STF, STJ e do Tribunal do seu estado, realize o cadastro em cada um deles e opte por receber as jurisprudências editadas por estes tribunais em seu endereço de e-mail. Lembre-se: mais importante do que ter conhecimento de lei, é entender como os tribunais vêm decidindo com relação aos temas. De nada adianta você querer criar teorias ou inovar de maneira muito revolucionária. Primeiro, você precisa atender a demanda do cliente, objetivamente lembre-se que o que te trará clientela é demandar em casos que tenham bom resultados e, para isso, você precisa demandar dentro da realidade do Judiciário.

Se nenhum Tribunal entende da maneira “x”, em nenhuma instância, de nada adiantará você remar contra a maré. Chegará o tempo em que você será forte o suficiente para editar, quem sabe, novos entendimentos. Para isso você precisa, antes de tudo, de muito trabalho para ter solidez de atuação e se tornar referência como profissional. Por último, mas não menos importante, você precisa acompanhar de perto seus processos, nunca, jamais esqueça que “o direito não socorre aos que dormem”. Por isso, desde já, acesse o site do tribunal de seu estado e efetue o cadastro no Sistema Push. Ali, você têm de cadastrar o número de cada processo em que atua, assim, sempre que o processo tiver movimentação, será encaminhado um extrato com as movimentações do dia para seu e-mail, se mantendo atualizado com relação aos processos de sua responsabilidade.

Estas dicas que lhes passo são os passinhos iniciais, o básico do básico, para começar sua vida profissional com organização e responsabilidade. Pequenos ajustes, bons, bonitos e baratos que
facilitarão esse ‘começar’ que não é fácil para ninguém e pelo qual todos, qualquer um que queira atuar juridicamente, precisa, obrigatoriamente, passar!

Somado a isso, é trabalho duro, dedicação e motivação diária de que todo esforço será reconhecido e recompensado, pode confiar!

 

*Texto: Marilia Vargas – Advogada