Comissão da Mulher Advogada prioriza defesa das prerrogativas e assistência a vítimas de violência

 

Brasília – A Comissão Nacional da Mulher Advogada da OAB se reuniu na última terça-feira (21), em Brasília, para debater propostas de atuação do grupo na nova gestão da Ordem, para o triênio 2019-2021. A presidente da comissão, Daniela Borges, fez uma apresentação com os temas de trabalho e de atuação para as advogadas que fazem parte do colegiado.

Foram apresentados projetos para a realização de caravanas de prerrogativas voltadas para as mulheres, elaboração de uma plataforma eletrônica de visibilidade feminina, com o cadastro de especialistas de diversas áreas para realização de congressos, seminários e entrevistas, além da organização de uma rede de enfrentamento à violência e de assistência às mulheres vítimas de agressão.

As caravanas em defesa das prerrogativas das mulheres advogadas estão entre as prioridades do colegiado, que também vai organizar redes de apoio e distribuir cartilhas com temas de defesa das mulheres.

Para a presidente do colegiado, Daniela Borges, é fundamental ainda um bom projeto que incentive a participação feminina na política. “Temos projetos já em andamento sobre a importância da participação da mulher na política, seja em cargos eletivos ou em espaços de decisão. Nossas ações também pretendem discutir quais medidas podem ser feitas para fomentar e estimular cada vez mais a presença das mulheres na política. O encontro foi excelente, com todas bastante dispostas a tocar os projetos”, afirmou Daniela Borges

 

Foto: OAB/Reprodução

 

*Com informações da OAB.