Manual apresenta técnicas para formar mediadores e conciliadores

 

O “Manual de Mediação e Conciliação da Justiça Federal” foi lançado na sexta-feira (31/5) no encerramento do seminário “Caminhos para o Consenso”, realizado em São Paulo pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

A publicação, editada pelo Conselho da Justiça Federal (CJF), apresenta princípios, diretrizes, técnicas e simulações para subsidiar a formação de mediadores e conciliadores. A formação e o treinamento desses agentes são tidos como estratégicos para que se avance, no Sistema de Justiça, os meios alternativos de resolução de conflitos.

Mesa de debates: Os desafios para a capacitação de mediadores e conciliadores em demandas de Direito Público. O coordenador da Central de Conciliação de São Paulo e membro do Comitê Gestor da Conciliação, juiz Bruno Takahashi, a presidente da Comissão de Acesso à Justiça e Cidadania do Conselho Nacional de Justiça, conselheira Daldice Santana, e a professora Maria Cecília de Araújo Asperti. FOTO: Luiz Silveira/Agência CNJ

 

O lançamento do manual foi feito posteriormente à apresentação, no seminário, da pesquisa “Mediação e Conciliação Avaliadas Empiricamente”, que mostrou o impacto dos meios consensuais de resolução de conflitos para reduzir a alta litigiosidade no país.

De acordo com a pesquisa, na Justiça do Trabalho quase 40% dos processos em fase de conhecimento de primeiro grau solucionados por acordos entre as partes. Na sequência, figuram a Justiça Estadual (14,2%) e a Justiça Federal (9,4%).

 

*Com informações do CNJ.